#3 Competindo de acordo com as regras




Paulo disse assim:

E, se alguém também milita, não será coroado se não militar legitimamente. (2 Tm 2:5)

Paulo, ao escrever para Timóteo, usa o exemplo da vida de um soldado, de um lavrador e de um atleta. Ele enfatiza que a nossa vida é um guerra… Ou seja: Devemos ter o FOCO de um soldado. A DEDICAÇÃO de um atleta. O CUIDADO/ZELO de um lavrador.


O segredo também não é apenas militar… mas militar legitimamente. A tradução da Nova Versão Internacional (NVI) diz:

“…nenhum atleta é coroado como vencedor se não competir de acordo com as regras.”

Querendo ou não, existem regras… princípios a serem seguidos. Não vivemos de acordo com a nossa opinião, mas segundo os princípios bíblicos.


É como uma história brilhante que li recentemente. Na maratona de Boston de 1980 aconteceu algo interessante. A mídia estava concentrada nas atletas. Deu-se a largada da maratona e, durante mais de 20 milhas, eles estavam focados nas primeiras atletas. Acontece que, quando chegou a primeira vencedora da maratona, viu-se que não era quem eles esperavam… Mas, enfim, havia chegado a primeira colocada. Era uma mulher, chamada Rosie Ruiz, que foi declarada a vencedora da maratona de Boston de 1980.


Contudo, os jornalista acharam estranho, pois eles não se lembravam dela durante a corrida. Na verdade, somente perceberam a sua presença já na última milha e, também, que ela não tinha um corpo atlético, de uma atleta profissional. Afinal, tratava-se da maratona de Boston, uma das mais difíceis do mundo. Foram pesquisar em qual posição Rosie Ruiz havia se classificado para correr a maratona de Boston. Para se classificar, a atleta tinha que correr a maratona de Nova York e ficar entre as primeiras colocadas. Eles perceberam algo nas imagens de Nova York: Rosie Ruiz havia iniciado a corrida, mas, de repente, ela desapareceu. Pegou o metrô na rua detrás, parou em uma loja, tomou um suco, sentou… depois, entrou no final da corrida e ficou entre as primeiras colocadas.


Em Boston, ela fez diferente, nem começou a corrida. Ela apenas entrou na última milha e ganhou! Estamos falando de uma época de poucas imagens e câmeras. Se fosse hoje, com todos os aparelhos de celular gravando, não seria possível… Eu acho…

E o pior, até o fim da sua vida, ela afirmava que tinha, SIM, vencido a maratona de 1980!


Aquele que não lutar legitimamente, não correr legitimamente… este testemunhará Mateus 7:22 se cumprir:

“Muitos me dirão naquele dia: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres? Então eu lhes direi claramente: ‘Nunca os conheci. Afastem-se de mim vocês que praticam o mal! ’”