#11 O homem mais lento do mundo



Salomão disse: Aquele que corre mais rápido, nem sempre ganha a corrida. E o guerreiro mais forte, nem sempre vence a batalha.” Eclesiastes 9:11


Em 2011, Geoffrey Mutai, da Kenya, ganhou a maratona de Nova York em 2 horas, 5 minutos e 5 segundos. E ele também venceu a famosa maratona de Boston. Porque não mencionar, muito outros venceram vários prêmios e ouros olímpico. Entretanto, em uma corrida, não é apenas o vencedor quem merece a admiração do público. Foi o corredor mais lento da história das maratonas, que encantou o público e a população mundial. Enquanto o mais rápido venceu em duas horas e pouco a maratona em Boston, o mais lento demorou 98 horas para finalizar a maratona de Nova York. Este mesmo homem também correu a maratona de Los Angeles e ele demorou 173 horas para ultrapassar a linha de chegada.


Mas, antes de você fazer qualquer julgamento sobre esse corredor que demorou tanto, é preciso compreender o motivo de sua demora. Bob Wieland, completou a maratona correndo com as mãos e não com os pés. Isso, porque ele perdeu as suas pernas durante a Guerra do Vietnã. Bob poderia usar uma cadeira de rodas, mas ele resolveu desafiar a si mesmo. Ele se tornou conhecido com “ O homem inspirador”. Certa vez, um jornalista perguntou-lhe como conseguia realizar tanto apenas com as mãos. Ele respondeu: “É pela Graça de Deus! Faço tudo um passo de cada vez”.


Bob nos faz lembrar que a vida ou a vitória não é a do mais rápido. É bom lembrar que a lesmas, com muita perseverança e determinação, também entraram na Arca de Noé. Talvez os problemas da vida tenham marcado profundas cicatrizes em você e o desejo de desistir seja maior do que o ânimo para continuar. Quem vence a corrida, não são os velozes, mas os perseverantes, quietos, e, mesmo se arrastando, continuam na “guerra”. É por isso que as palavras de Salomão são tão importantes.


Aquele que corre mais rápido, nem sempre ganha a corrida. E o guerreiro mais forte, nem sempre vence a batalha.” Eclesiastes 9:11